quinta-feira, 14 de abril de 2016

COMUNICADO FINAL



PROJECTO - “CONSCIÊNCIA ACTIVA”


CONFERÊNCIA PROVINCIAL DA JUVENTUDE

LEMA: “JUVENTUDE & INCLUSÃO SOCIAL

COMUNICADO FINAL – BENGUELA, AOS 29 DE OUTUBRO DE 2015 


1. Teve lugar em Benguela, a 29 de Outubro de 2015, uma conferência provincial da juventude, co-presidida pela Associação Juvenil para a Solidariedade e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), sob o lema “Juventude e Inclusão Social”. O evento visou contribuir para reforçar o engajamento dos jovens nas plataformas de planificação e tomada de decisão nos diferentes níveis.

2. A Conferência foi aberta pelo Dr. Daniel de Andros, Chefe do Gabinete Jurídico da Administração Municipal de Benguela, ladeado por Mariana Teixeira – Membro da AJS, pelo Sr. Zeferino Teka – Em representação do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, por Carlos Pacatolo – Docente Universitário e Mestre em Economia e em Políticas Públicas, e a mensagem do Sr. Edmundo da Costa Francisco – Coordenador Executivo da AJS.

3. Participaram na Conferência de Benguela um total de 61 pessoas, incluindo representantes de Instituições governamentais, partidárias, eclesiásticas, culturais, bem como representantes de Organizações Não Governamentais. 

4. A Conferência realizou-se num contexto algo complexo, em que Angola vive efeitos marcantes da crise económica e acontecimentos socio-políticos que têm suscitado sérias reflexões e manifestações a demandarem medidas sólidas para o desenvolvimento e respeito pelos pilares da democracia.

5. Os participantes valorizaram a existência de um quadro legal e documental relativamente oportuno que, bem aproveitados, podem ocasionar programas, projectos e acções geradores de desenvolvimento para a juventude em Angola.

6.Os conferencistas demonstraram-se preocupados com a actual condição da juventude no país, mormente no que diz respeito à inserção do jovem no mercado de trabalho; a melhoria da qualidade de vida dos jovens, designadamente ao nível de suas condições de saúde e acesso à habitação; a promoção do envolvimento dos jovens nos grandes objectivos da democracia participativa e desenvolvimento social; & a criação de um quadro institucional adequado para promover e acompanhar as políticas nacionais do Estado para a Juventude.

7.Os participantes sugerem que o Executivo alargue e massifiquer os espaços e oportunidades de discussão de estratégias sobre o aumento do acesso ao primeiro emprego para a juventude, em conformidade com a resolução parlamentar nº 36/10.

8.Os conferencistas defenderam a necessidade de as Instituições Governamentais, que velam pelas políticas juvenis de Estado, se demonstrarem mais acessíveis, disponíveis e abertas a interagir directamente com mais diversas categorias da juventude em Angola.

9.Os participantes realçaram a necessidade unânime que as autarquias sejam implementadas no País, devendo para tal, os Órgãos de Soberania do Estado, anunciar a previsão de sua realização, bem como as implicações de vária ordem para que a juventude participe de forma consciente, activa e consequente.

10.Os conferencistas apelaram a que o desenho e o desenrolar dos projectos habitacionais acautelam o incremento das reivindicações sobre o agravar das injustiças sociais, onde um só cidadão pode ter cinco ou mais casas, quando há quem nem uma consiga.

11.Os participantes demandam que o Estado reveja de forma concreta as estratégias de reforço do poder económico do jovem, no processo de redução concreta dos elevados índices de desigualdades económicas registados no País.

12.Os conferencistas recomendam que se revejam os preços das residências dos projectos habitacionais em curso e se expanda o acesso às habitações, tendo em conta o poder de aquisição do jovem e a actual condição económica das famílias.

13.Os participantes apelam à necessidade de se garantir que a urbanização das zonas habitacionais esteja devidamente efectivada, antes de se abrir o processo de concorrências ao público.

14.Os conferencistas recomendam que as habitações a serem construídas tenham estruturas universalmente aceites, evitando dificuldades de acesso para os demais candidatos, a exemplo da pessoa com deficiência.

15.Os participantes sugerem ainda que as autoridades afins e a sociedade civil reforçam os mecanismos e estratégicas de monitoria, supervisão e fiscalização dos projectos habitacionais;

16.Os conferencistas demandam que, para além dos actuais projectos habitacionais relativos às centralidades, se deva investir nos programas de autoconstrução dirigida, reforçado por um maior e melhor acesso ao crédito para a juventude.

Por uma nova geração cada vez mais tida e achada na planificação e tomada de decisão, defendamos todos o lema: “Juventude e Inclusão Social”.

Benguela, aos 29 de Outubro de 2015

Os conferencistas

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Jovens debatem sobre “ Arte em Benguela ”






A importância da Arte na vida da juventude foi tema da 41 ª edição das “Noites de Palco Aberto” onde participaram mais de 53 jovens oriundos dos bairros do São João, Lobroque, Hondoquela, Santa Cruz, Calumba, Akongo, Bairro da Luz e não só, o encontro aconteceu no dia 08 de Novembro de 2015, (Domingo) no pátio dos escritórios da AJS, sita na vila do Bairro da Santa –Lobito.
Os desenhadores Dino Cassoma, Isaac Fuca, os Actores Edson Domingos, Paulino Pascoal, Adriano Rubem e o Modelo Fernando Pedro coloriram a noite com a arte de falar e do bem-fazer.
Durante duas horas e meia de conversa os jovens analisaram com profundidade sobre o contributo das arte na vida da Juventude sua dimensão sócio-cultural e social aspecto sobre a diferença entre a arte e profissão, as dificuldades os ganhos e desafios que os fazedores da arte enfrentam na província de Benguela. Os artistas presentes mostraram o que sabem fazer, os desenhadores Isaac Fuca e Dino Cassoma, desafiaram o público com a pintura dos seus quadros ao vivo.
Os nossos animadores afirmaram que a arte ajuda na construção da personalidade da pessoa quando é usada com responsabilidade e Amor.
A arte da Capoeira fez também parte dos atractivos da noite como uma demonstração cultural para consciencialização da juventude. A música dos Convencidos e a reportagem da TV Palco Aberto não faltaram do cardápio das “Noites de Palco Aberto”
De salientar que o respectivo encontro é uma iniciativa da Associação Juvenil para a Solidariedade – AJS, do Grémio de Artes Elongiso e dos jovens da Santa Cruz, enquadrada no projecto “Cidadania e Participação”.

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

CONFERÊNCIA PROVINCIAL DA JUVENTUDE “Juventude & Inclusão Social”





































A AJS realizou no dia 29 Outubro de 2015, no salão nobre da Administração Municipal de Benguela a conferência Provincial da Juventude  em  Benguela.
com os seguintes  objectivos:
Privilegiar a análise do grau de satisfação da juventude em Benguela, quanto à implementação das Políticas e Projectos públicos juvenis subjacentes ao Plano Nacional de Desenvolvimento.
Reforçar o engajamento dos jovens nas plataformas de planificação e tomada de decisão nos diferentes níveis (CACS e fórum de CNJA).
Sessão de abertura da conferência     foi lida pelo Coordenador executivo da AJS  Edmundo da Costa Francisco.   
Carlos Pacatolo – Mestre em Economia e Políticas Públicas falou sobre  aos compromissos do Plano Nacional de Desenvolvimento na sua visão.
Jurista Valdino Simas,  falou sobre a A Juventude e as Eleições: Descentralização e Autarquias. Avanços, Recuos e Perspectivas. e o Activista Social Dino Jimbi,  falou A juventude e o direito à Habitação. Avanços, Recuos e Perspectivas.
O invento foi marcado com dois momentos culturais com APROTEB e Tomas Gomes
participaram da mesma mais de 60 pessoas representantes da sociedade civil, partidos políticos, pessoas particulares entre outros.

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

CONFERÊNCIA PROVINCIAL DA JUVENTUDE

A AJS Associação Juvenil para a Solidariedade, realizará uma conferência provincial da juventude, LEMA “JUVENTUDE & INSERÇÃO SOCIAL” a ter lugar na 5ª e sexta-feiras, dias 29 e 30 de Outubro de 2015, na sala de conferências da Administração Municipal de Benguela, contando com os seguintes objectivos:
Privilegiar a análise do grau de satisfação da juventude em Benguela, quanto à implementação das Políticas e Projectos públicos juvenis subjacentes ao Plano Nacional de Desenvolvimento.
Reforçar o engajamento dos jovens nas plataformas de planificação e tomada de decisão nos diferentes níveis (CACS e fórum de CNJA).
A realização da conferência provincial da juventude é uma reflexão em torno do estado democrático e de direito e o compromisso com a juventude, pelo que estão convidados ao certame autoridades governamentais e membros de relevo da sociedade civil local, viabilizando um maior comprometimento com a inserção social do jovem e sua activa participação na vida pública; No fórum serão publicados os resultados de pesquisa efectuada com o mesmo escopo.
Para participar da conferência contactar os elementos da produção, através dos terminais: +244925638052, +244928064313; +244928875270, E-mail: ajslobito@yahoo.com.br, dinocalei57@gmail.com.

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Jovens debatem sem tabú sobre a Sexualidade












A juventude e a sexualidade, foi tema da 38ª edição da “Noite de Palco Aberto” na qual participaram mais

de 80 jovens. Numa noite colorida e animada com a música de Gui e a exibição do grupo teatral Twapossoka.
O encontro aconteceu no dia 18 de Outubro de 2015 (Domingo), no pátio dos escritórios da AJS, sita na vila do Bairro da Santa – Lobito.
Mais de duas horas de conversa excitada pela sexóloga Dr. Flora Silva, professora de sexologia e Baltazar Andrade João, professor de psicologia do ICRA. Os jovens analisaram com profundidade os assuntos mais candentes que têm a ver com a juventude e seus comportamentos em relação a sexualidade. Entre perguntas e respostas os jovens levantaram questões tais como: o que é a sexualidade? Qual é a diferença entre a sexualidade e o sexo? O fenómeno do homossexualismo nos dias de hoje. A questão da masturbação por parte dos jovens.
Flora Silva, doutorada em sexologia respondeu as perguntas dos jovens, começando por clarificar os conceitos e mostrar aos presentes no pátio a sua experiência naquilo que sabe sobre a sexualidade, recomendando a juventude por uma sexualidade segura e responsável.
Por sua vez, o professor Baltazar deu uma chega sobre a diferença da sexualidade e o sexo, chegando mesmo a afirmando que não há muita diferença entre os dois,  depende sim, da forma que cada um se expressa e, também lançou um alerta aos jovens para pautarem por uma sexualidade mais responsável e mas segura, de forma ase evitar a paternidade precoce.
Importa salientar que o respectivo encontro é uma iniciativa da Associação Juvenil para a Solidariedade – AJS, do Grémio de Artes Elongiso e dos jovens da Santa Cruz, enquadrada no projecto “Cidadania e Participação”.